Brasileiro impressiona juízes com manobras no Red Bull Storm Chase

Tema:windsurf
Autor: Redação 360 Graus
Data: 11/2/2014

O windusurfer brasileiro Marcílio Browne fez história neste domingo ao se consagrar vice-campeão do Red Bull Storm Chase, competição que "caça-tempestades" ao longo do mundo. O evento estabeleceu um novo patamar no esporte, com atletas competindo em condições muito extremas e com ondas gigantes e ventos acima de 70 nós. O título ficou com o francês Thomas Traversa.

Para a terceira e última missão, o local escolhido foi Cornwall, na Inglaterra. Os atletas encararam ventos com força de furacão e ondas de mais de dez metros de altura. Antes, os competidores já tinham passado pela Tasmânia, na Austrália, e pela baía de Brandon, na Irlanda.

"Nunca tive a chance de estar em um local tão frio e intenso na minha vida. Estou muito satisfeito só de ter saber que sou capaz de competir neste tipo de clima tão adverso. Meu objetivo nesta competição era chegar à final e terminar em segundo é algo que me deixa muito empolgado", comentou Brawzinho, como é mais conhecido o atual campeão mundial.

A competição foi dividida em dois dias. No sábado, muitos atletas tiveram o seu equipamento destruído pela força da natureza. Os que conseguiram manter suas pranchas intactas precisaram mostrar muita técnica para contornar os fortíssimos ventos que quase impediam os atletas de aterrissar na água depois das manobras.

No domingo, as condições de vento foram um pouco menos severas e o brasileiro brilhou ao ganhar o prêmio de melhor manobra com um pushloop forward (manobra que consiste em duas rotações inversas em um mesmo salto). Apesar disso, Browne não conseguiu superar a regularidade do francês Thomas Traversa e ficou com o segundo lugar.

O francês não conseguiu esconder a empolgação com o título. "Estou muito mais feliz hoje do que quando ganhei o mundial na Dinamarca. Vencer em um mar tão grande e com condições tão adversas mostra porque eu gosto de windsurf", comemorou.

Red Bull Storm Chase

O Red Bull Storm Chase é a competição de windsurfe mais desafiadora de todos os tempos, com uma janela de espera que começou em agosto de 2012. Dez dos maiores atletas do mundo caçaram três grandes tempestades em busca da coroa de maior windsurfer do mundo.

A regra da competição era clara: todos ficavam em stand-by, aguardando uma tempestade acima do nível 10 na escala Beaufort. Para a largada ser dada, o vento tinha que ultrapassar os 100 km/h. A primeira etapa aconteceu na Irlanda, no fim de janeiro de 2013. Quatro atletas foram eliminados e seis avançaram para a segunda etapa, que aconteceu na Tasmânia, na Austrália, em julho do mesmo ano. Quatro atletas avançaram para a grande final, que aconteceu neste final de semana em Cornwall, na Inglaterra.

Conheça o resultado final do Red Bull Storm Chase

1o lugar - Thomas Traversa - França

2o lugar - Marcílio Browne - Brasil

3o lugar - Leon Jamer - Alemanha

4o lugar - Dany Bruch - Alemanha





© Copyright 1998 - 2012 - 360 GRAUS MULTIMÍDIA
Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na Internet, sem autorização mesmo que citada a fonte.

Compartilhe:


Livros:

Equipamentos:

  • Parati: charmosa, elegante e cheia de histórias de aventuras
    Lugares
    Parati: charmosa, elegante e cheia de histórias de aventuras
  • Parque Nacional de Monte Roraima
    Parques
    Parque Nacional de Monte Roraima
  • Rota dos Sonhos: trilhas, cultura e muita aventura
    Lugares
    Rota dos Sonhos: trilhas, cultura e muita aventura
  • Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
    Parques
    Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
  • Parque da Restinga de Jurubatiba. Equilíbrio Biológico Global
    Ecoturismo
    Parque da Restinga de Jurubatiba. Equilíbrio Biológico Global
  • Penedo: conheça a bela 'pequena Finlândia' do Brasil
    Ecoturismo
    Penedo: conheça a bela 'pequena Finlândia' do Brasil